Machete leva vibrações tupinambalescas para São Paulo

Com influências de hardcore, punk 77, garage e surf music, o Machete foi criado em 2010 para arrebentar com os ouvidos roqueiros de Belém e do mundo. Sua demo, Juventude Perdida, e o split, Seven Steps to Hell, apresentam o ótimo trabalho que a a banda faz e anuncia que bons ventos estão soprando para o norte do Brasil.
Felipe (vocal), Robson (guitarra), Edwin (baixo) e Wood (bateria) decidiram, há algum tempo, seguir o príncipio vegetariano e straight edge, que, mais do que um movimento, é um modo de vida que procura se afastar completamente do  álcool, tabaco e quaisquer outros tipos de drogas ilícitas. Como precursor, posso citar o Teen Idles que depois deu origem à conhecidíssima Minor Threat.
Os straight edges normalmente são associados ao movimento punk/hardcore oitentista e seguem diversos fundamentos que justificam sua posição com relação ao cenário proposto pela sociedade. Como principais, estão a saúde psicossomática e a crença de que o uso de substâncias alteradoras da realidade contribui para uma alienação/apatia social e filosófica que, por sua vez, permite a dominação mais fácil por parte da superestrutura.

E é com essa proposta que o Machete vai à São Paulo. Com shows confirmados no tradicional Bar do Zé em Campinas e no festival Verdurada, a banda promete fazer o sudeste do Brasil tremer com vibrações tupinambalescas de legítimos straight edges amazônidas.

Para acompanhar a banda e curtir as músicas, basta sacar os links:

http://www.fotolog.com.br/xmachete
http://www.myspace.com/juventudexperdida
http://tramavirtual.uol.com.br/machete
http://xmachete.bandcamp.com

Contato de imprensa: machetecontato@hotmail.com

leia mais

images

Rock para os namorados

Mês de junho… Sabe como é, né? Dia 12 é o Dia dos Namorados, e você aí, sem ideia do que fazer pra sua pequena… Ela já deve estar enjoada das mesmas coisas de sempre e tudo mais… Então, que tal você fazer um CD com umas músicas bonitinhas pra ela? Mas tem que ser […]

The-Ramones1

Cinco músicas originais e suas versões

Músicas boas sempre marcam as vidas das pessoas. Porém, muitas delas ficaram conhecidas mais pelos regravações do que por suas versões originais. Sendo assim, decidi separar algumas dessas sereníssimas canções para que possamos, juntos compará-las com seus respectivos covers. Vamos lá?   1- I fought the law     Em sua versão de 1966, vemos Bobby […]

2c8baa627f6911e2934722000a9f3cae_6

O que ouvir em uma viagem? A trilha sonora perfeita para “o pé na estrada”

Qualquer viagem começa com o planejamento – Onde ir? Depois da resposta a esta primeira pergunta, começamos a pesquisar locais para conhecer, os mais famosos, os mais recomendados, os mais conhecidos, os mais difíceis, os pontos turísticos e como chegar em cada lugar. Roteiros. Viajar é principalmente praticar o desapego. É desligar-se totalmente das preocupações que […]

Comments

  1. Dionisio says:

    Bota eles pra passar um mês de fome que quero ver se não distroçam uma carne vermelha! Kkkkkk

    • Filipe Larêdo says:

      Dionisio, os straight edges são movidos por motivações bem maiores que a própria fome. Além disso, os brasileiros ainda tem a vantagem de viver em um país conhecido pela agricultura – tanto quanto pela pecuária. Então acho que esse problema eles não vão ter.
      O importante, de verdade, é que desejemos sorte, pois capacidade eles têm, para que façam bonito nos shows em São Paulo e Campinas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: