Entrevista com a banda Machete

Nos dias 28 e 29 de janeiro desembarcarão em terras paulistas os rapazes da banda paraense Machete. Com shows confirmados em Campinas/SP (Bar do Zé) e São Paulo/SP (Verdurada)

Machete

Machete chega ao sudeste para a tour de divulgação do split Seven Steps To Hell lançado juntamente com a banda AQUëLES! (Campinas/SP) na segunda metade de 2011 pela distro/zine Velho Rabugento de Pernambuco.

Para quem ainda não conhece essa banda que desponta como uma das promessas de 2012. O Durango95′ reproduz a entrevista com Robson Siqueira, guitarrista da banda, confira:

O norte e o nordeste atualmente tem se tornado um grande celeiro de novas ótimas bandas. No caso de Belém como você vê a cena independente hoje?

Robson Siqueira - Machete.A cena independente daqui de Belém é estranha cara, tem muita banda legal, muita banda nova, mas a parada é claramente dividida, dentro de um mesmo circuito tem bandas mais do it yourself que se f…, tiram grana do próprio bolso pra fazer tour, lançar cd e tudo mais, e tem as bandas independentes um pouco mais comerciais, que já tem patrocínio de lojas e consequentemente tocam nos grandes festivais daqui e assim por diante. É difícil descrever sem fazer com que essa descrição seja preconceituosa de alguma forma, mas acho que é basicamente isso mesmo, cada um faz os seus “corres” da maneira que lhe convém, acho que em todo lugar tem disso.


A tour é basicamente de divulgação do split Seven Steps To Hell lançado no final do ano passado pela distro Velho Rabugento de Pernambuco. Como surgiu esse projeto para vocês?

Então, eu fiquei sabendo de tudo quando o esquema já tava quase todo feito, nós já tínhamos gravado uma demo, tinha feito capa, encarte e tudo mais, tinha até imprimido o modelo de como íamos fazer e tudo, aê o Felipe, das trevas aparece no ensaio e fala que vai rolar um split com uma banda de São Paulo e que era pra eu fazer a arte da capa, aê ficou todo mundo meio com cara de parabéns sem entender direito, ele explicou tudo e daí então fiz a capa, mostrei pros rapazes super simpáticos do AQUëLES!, Eles gostaram e tudo, a capa foi pro Edilson da distro e por volta de um mês depois saiu a parada.

Quais bandas de Belém você pode recomendar?

Cara, de hardcore/punk, tem o Criaturas de Simbad que é a outra banda do Felipe como eu já citei antes, tem o Mákina que já é de uma nova safra de bandas, tem o Derci Gonçalves que já tocou na Verdurada também, tem bastante banda boa, mas a sensação do momento mesmo aqui, é uma banda antiga que há um tempo atrás sumiu e de repente voltou com um som destruidor, a banda chama Baixo Calão, coisa linda meu amigo, de mais tem pouquíssima coisa que eu gosto ou poderia indicar.


Click aqui para escutar e baixar gratuitamente as músicas da banda.

Good Coffee!

Entrevista reproduzida do blog http://cafeinsoniafilmes.wordpress.com

leia mais

images

Rock para os namorados

Mês de junho… Sabe como é, né? Dia 12 é o Dia dos Namorados, e você aí, sem ideia do que fazer pra sua pequena… Ela já deve estar enjoada das mesmas coisas de sempre e tudo mais… Então, que tal você fazer um CD com umas músicas bonitinhas pra ela? Mas tem que ser […]

The-Ramones1

Cinco músicas originais e suas versões

Músicas boas sempre marcam as vidas das pessoas. Porém, muitas delas ficaram conhecidas mais pelos regravações do que por suas versões originais. Sendo assim, decidi separar algumas dessas sereníssimas canções para que possamos, juntos compará-las com seus respectivos covers. Vamos lá?   1- I fought the law     Em sua versão de 1966, vemos Bobby […]

2c8baa627f6911e2934722000a9f3cae_6

O que ouvir em uma viagem? A trilha sonora perfeita para “o pé na estrada”

Qualquer viagem começa com o planejamento – Onde ir? Depois da resposta a esta primeira pergunta, começamos a pesquisar locais para conhecer, os mais famosos, os mais recomendados, os mais conhecidos, os mais difíceis, os pontos turísticos e como chegar em cada lugar. Roteiros. Viajar é principalmente praticar o desapego. É desligar-se totalmente das preocupações que […]

Comments

  1. Aê, muito bom! Parabéns pelo site, pessoal!

  2. Roberto oliveira says:

    Pow o cara falou a verdade!! Belém tem uma cena Rocker Maravilhosa porém, Separatista!! TEM as panelinhas! Dificil ver Baudelaires tocando com Machete!! As casas, bares, boates, pubs e alguns Produtores e Coletivos não colocam em suas festas bandas de hc e punk! Sempre as mesmas caras bonitinhas com canções de ninar!! SEPARATIVISMO só lá na Palestina Porra! É NISSO que Belém perde: União!!

  3. Olivio says:

    Concordo! Quem é do Power indie Rock faz show no Café com Arte e quem é Hc/Punk faz suas rodinhas de Mosh no Gato Verde Em Icoaraci! Rsrsr Jesus tá chegando pra unir todo mundo.

  4. Pedro Paulo says:

    Realmente, a cena rock em Belém é muito dispersa e desarticulada. Dessa forma acabamos gerando espaço para a propagação de uma cultura cretina musicalizada por coisas tipo melody e tecno braga que, aliás, são mais articulados. Tá mais do que na hora de uma maior articulação de todas as vertentes rockeiras para expurgarmos o lixo sonoro que predomina em Belém.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: