Nossos 10 discos preferidos de 2011 – Filipe Larêdo

Pra continuar a sequência, fique agora com os 10 discos preferidos de 2011 por Filipe Larêdo:

CAT’S EYES – Cat’s Eyes

O primeiro trabalho da soturna banda formada no começo de 2011 pelo inglês Farris Badwan (da The Horrors) e da soprano ítalo-canadense Rachel Zeffira é recheda de experimentalismo que lembra bastante as clássicas e sinistras composições post-punk dos anos 1980.

TROLL CONTROLL – Trollshovda

Pra quem não sabe, Moscou também tem rock, e rock de qualidade. Esse é o caso da Troll Controll que, com seu poderoso álbum de estreia, mostra ao mundo como seu faz um bom garage rock.  Unindo letras fortes, riffs surpreendentes e duas garotas no vocal, a banda tem muito potencial e os leitores do Durango95.com.br não podem deixar de escutar.

TENNIS – Cape Dory

O casal Alaina Moore e Patrick Riley parecem ter encontrado a fórmula certa para o seu relacionamento e, para nossa sorte, esse equilíbrio foi manifestado pelo excelente álbum Cape Dory.
Gravado a partir de uma viagem de sete meses da Flórida até Bahamas, o trabalho conseguiu captar bem as características sonoras de um cenário surf indie. Por isso, não se espante se, quando estiver escutando o disco, você começar a cantarolar ao som de “Marathon” ou “Cape Dory”.
Conhecidíssima do público paraense, a Madame Saatan lançou um disco que virou unanimidade nos principais meios especializados em rock do Brasil pela qualidade tanto técnica quanto sonora. Donos de um rock pesado que mistura heavy metal, hardcore e música regional amazônica, a banda gravou um disco que merece ser apreciado por todos aqueles que gostam de rock.
BLACK KEYS – El Camino
Deles não podemos reclamar. O rock and roll clássico pulsa na veia dessa dupla que, mesmo abusando de experimentalismos, não abandona sua raiz.  El Camino é o sétimo álbum da banda e sela, de uma vez por todas, o espaço da banda no panteão do rock.
Nas 11 faixas que compõem esse disco, a banda consegue variar entre a tranquilidade e a alta velocidade, e transita pelos caminhos do eletrorock com bastante desenvoltura. Realmente é um bom álbum para ser escutado.
THE RAPTURE – In the grace of your love
Esqueça o House of jealous lovers – disco de 2002. Após 5 anos de férias, The Rapture gravaram In the grace of your love e conseguiram construir um trabalho completamente diferente. Traz conteúdo mais rock and roll, com elementos post punk e algumas batidas eletrônicas, e é um reflexo da maturidade e da competência dessa banda nova-iorquina
THE PAINS OF BEING PURE AT HEART – Belong 
Com canções noise-shoegaze, o segundo disco dessa banda de Nova York não deixa nenhum fã de Jesus and Mary Chain desanimado. A melancolia associada a guitarras distorcidas é o recheio de sucesso da banda que, acima de tudo, consegue fazer as pessoas curtirem e dançarem.
THE HORRORS – Skying
Com influências que vão do glam ao gótico e do garage rock ao post punk, a banda britânica The Horrors segue uma direção bastante intrigante no seu Skying, fazendo diversos experimentalismos em melodias maduras.
TOM WAITS – Bad as me
Aos 40 anos de carreira, Tom Waits encontrou um desafio demasiado grande: lançar um disco de inéditas – depois de 7 anos – que fosse de qualidade. Missão dada, o cara conseguiu não apenas cumprir, como conseguiu receber elogios tanto de crítica como de público (cite-se o site Durango95′ que, na figura de Filipe Larêdo e Renato Purkhiser, elegeu o álbum como um dos melhores de 2011), e, de quebra, afastou qualquer julgamento que pudesse ocorrer ao lembrar de outros artistas que dificilmente lançam algo novo e vivem em turnês de músicas antigas que, muitas vezes, não aguentam mais tocar.
Assim como Renato Purkhiser, tiro o meu chapéu para o lendário Tom Waits e por favor, mister, não fique mais tanto tempo sem gravar.

leia mais

images

Rock para os namorados

Mês de junho… Sabe como é, né? Dia 12 é o Dia dos Namorados, e você aí, sem ideia do que fazer pra sua pequena… Ela já deve estar enjoada das mesmas coisas de sempre e tudo mais… Então, que tal você fazer um CD com umas músicas bonitinhas pra ela? Mas tem que ser […]

The-Ramones1

Cinco músicas originais e suas versões

Músicas boas sempre marcam as vidas das pessoas. Porém, muitas delas ficaram conhecidas mais pelos regravações do que por suas versões originais. Sendo assim, decidi separar algumas dessas sereníssimas canções para que possamos, juntos compará-las com seus respectivos covers. Vamos lá?   1- I fought the law     Em sua versão de 1966, vemos Bobby […]

2c8baa627f6911e2934722000a9f3cae_6

O que ouvir em uma viagem? A trilha sonora perfeita para “o pé na estrada”

Qualquer viagem começa com o planejamento – Onde ir? Depois da resposta a esta primeira pergunta, começamos a pesquisar locais para conhecer, os mais famosos, os mais recomendados, os mais conhecidos, os mais difíceis, os pontos turísticos e como chegar em cada lugar. Roteiros. Viajar é principalmente praticar o desapego. É desligar-se totalmente das preocupações que […]

Comments

  1. O disco do Rapture tem muito de House, muitão.
    Esse disco do Metronomy realmente é um dos melhores do ano🙂

    • Marcelo Lopes ( Papel ) says:

      Eu também gostei do metronomy. Olha, que para gostar dessa levada tenho amaciar minha mente. hehe. Gostei do disco do Arctic Monkeys. Ele faltou nessa lista como um dos melhores lançamentos, mas para o fã mais fervoroso, deve está “achando” que eles estão vendidos.

  2. Monique Malcher says:

    égoooa cat’s eyes e madame saatan! amei tbm.

Trackbacks

  1. […] hipótese de alguém ter perdido um dos melhores lançamentos de 2011, o Durango95′ resgata para você: The Rapture em In the grace of you love. O disco […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: