Nossos 10 discos preferidos de 2011 – Renato Purkhiser

Esse post dá início a uma lista dos melhores discos de 2011 na opinião da galera Durango95′.

Começando por Renato Purkhiser, lá vai:

SCOTT H. BIRAM – Bad Ingredients

Quando se fala em branco tocando blues muita gente torce o nariz. Acho que todos esses deveriam esquecer aquele Blues pragmático de Eric Clapton e escutar esse cara aqui. Scott H. Biram é um One Man Band, e Bad Ingredients é um dos melhores discos dele. Aliás, acho que a música que mais curti esse ano vem desse disco, “Victory Song”.

THE PICCADILLY BULLFROGS – Hoppers, Boppers, & Rockers

Era uma vez na Inglaterra uma banda chamada Stargazers. Coisa fina. Um dia seus integrantes decidiram formar o Piccadilly Bullfrogs e tocar um rockabilly da maneira mais tradicional possivel. Hoppers, Boppers, & Rockers é o primeiro registro deste trio; gravação bem crua que remete aos áureos tempos da Sun Records.

HANK III – Ghost to a ghost / Guttertown

Hank Williams III passou anos sob o dominio de sua antiga gravadora, a Curb Records. Depois de várias disputas judiciais, polêmicas e bate boca, Hank III se libertou e agora lança pelo seu próprio selo, o Hank III Records. E já começou 2011 mais prolífico do que nunca. Este álbum triplo conta com a participação de Tom Waits, Les Claypool e Adam King, só para citar alguns. E o resultado, ótimo como sempre. Hank neto nunca decepciona.

DAMN LASER VAMPIRES – Three-Gun Mojo

Soturno e tenebroso. Combinação perfeita de melodia lo-fi com a voz grave de Ron Selistre. Os vampiros de Porto Alegre mostraram que é com muita competência e amor pela música que se faz um segundo disco impecável.

LONE WOLF – Lone Wolf OMB

Bruno Esposito, A.K.A Lone Wolf foi aonde nenhum outro One Man Band tinha ido antes. Ritmo furioso e acelerado, absurdamente primitivo. Bluegrass, Honky Tonk nervoso e rasteiro. O tipo de disco pra te deixar sem fôlego.

LARRY AND HIS FLASK – All That We Know

Taí uma banda que sou doido para ver ao vivo. Poucos discos em 2011 emanaram tanta energia como All that we know. Imagino o estrago que devem fazer nos shows.

TOM WAITS – Bad As Me

Acho que já fazia muito tempo que Tom Waits não lançava nada inédito. E de repente ele aparece com um disco que caiu como uma luva no meu gosto pessoal. Por favor Sr. Waits, não fique mais tanto tempo sem gravar, o mundo precisa de sua música mais do que nunca.

DEX ROMWEBER DUO – Is That You In The Blue

Is That You in the Blue?

Dex Romweber é um cara que rebusca pelas entranhas da música de raiz americana como poucos. Is That You in the Blue foi o disco que mais esperei este ano, fato que até me deixou cabreiro. Às vezes a espera cria tanta expectativa que acaba resultando em decepção. Não foi o caso. Is That You in the Blue é brilhante do início ao fim, de botar no repeat e esquecer do mundo lá fora.

HEADCAT – Walk the Walk…Talk the talk

walk the Walk... Talk the Talk

Danny B Harvey e Slim Jim Phantom são figurinhas carimbadas do mundo do rockabilly. Junte-se a eles ninguém menos que Lemmy Kilmister e pronto, nada pode dar errado. A voz de Lemmy cai como uma luva, fazendo deste um discão de pendurar na parede. E com direito a “Crossroads” de Robert Johnson, como você nunca ouviu antes.

THE MONSTERS – Pop Up Yours!

Pop Up Yours!

Se o Monsters lançar um disco novo todo ano, ele sempre vai entrar no meu Top Ten. Sem mais.

leia mais

images

Rock para os namorados

Mês de junho… Sabe como é, né? Dia 12 é o Dia dos Namorados, e você aí, sem ideia do que fazer pra sua pequena… Ela já deve estar enjoada das mesmas coisas de sempre e tudo mais… Então, que tal você fazer um CD com umas músicas bonitinhas pra ela? Mas tem que ser […]

The-Ramones1

Cinco músicas originais e suas versões

Músicas boas sempre marcam as vidas das pessoas. Porém, muitas delas ficaram conhecidas mais pelos regravações do que por suas versões originais. Sendo assim, decidi separar algumas dessas sereníssimas canções para que possamos, juntos compará-las com seus respectivos covers. Vamos lá?   1- I fought the law     Em sua versão de 1966, vemos Bobby […]

2c8baa627f6911e2934722000a9f3cae_6

O que ouvir em uma viagem? A trilha sonora perfeita para “o pé na estrada”

Qualquer viagem começa com o planejamento – Onde ir? Depois da resposta a esta primeira pergunta, começamos a pesquisar locais para conhecer, os mais famosos, os mais recomendados, os mais conhecidos, os mais difíceis, os pontos turísticos e como chegar em cada lugar. Roteiros. Viajar é principalmente praticar o desapego. É desligar-se totalmente das preocupações que […]

Comments

  1. Marcelo sarmanho says:

    Rockabilly na veia essa lista durangos!! Faltou o nosso chuch violence e lendario chucro billyman!!! Bota gel nesse cabelo e vamos passear no meu durango 95 docinho!!!

  2. Gori Martinez says:

    Só disco ruim…

  3. hahaha a lista do igor foi nofx, nirvana, seu jorge e selton melo.

  4. hehe eu tambem. E nirvana, claro! é só pra zoar o igor e sua chatice sem fim hahahash

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: