Projeto Zona Cultural

por Lucas Nassar
de Belém/PA

Nós de Belém, estamos acostumados a repetir por aí: “cara, não tem nada pra fazer nessa cidade, nada acontecendo”. Esse tema é um prato cheio pra sentar num bar e discutir a noite inteira. Dependendo do grupo de amigos presentes, podemos chegar a três conclusões: um, Belém realmente é muito parada; dois, se não tem nada, porque então nós mesmos não fazemos algo?; três, Belém é um caldeirão cultural, mas ou nós é que somos preguiçosos ou a divulgação desses eventos é que é muito fraca.

Eu prefiro acreditar que o grupo que chega a primeira conclusão é uma minoria, mas a verdade é que eles são a maioria, acho porque é mais fácil se enganar e passar o final de semana sentado. A segunda conclusão me anima, não só pelo potencial que nós em Belém temos para realizar eventos de qualidade, mas por termos vários exemplos de sucesso como Vandersexxx e Yep, só pra citar alguns indie rockers que se cansaram de passar o final de semana bebendo em casa.

Mas a realidade é que estamos nesse caldeirão, que mistura falta de informação e comodismo (pelo menos é o que a maioria das pessoas que eu encontro pensa). Eu tenho a sorte de ter alguns amigos, muito poucos é verdade, que sabem de tudo que acontece na cidade, e por isso confesso, se fico em casa, é por preguiça, pois acreditem, há sim muito o que fazer por aqui.

Pensando nisso o Durango95.com.br, desde sua origem, resolveu tentar, repito, tentar divulgar alguns dos diversos eventos que acontecem na morenosa, seja uma noite especial no Bar do Rubão (que faz um peixe sensacional), uma festa “causante” da Quero Causar, ou mesmo uma exposição no Atelier do Porto (que foi aberto no último dia 16 na Cidade Velha).

Dando prosseguimento à nossa política de promoção e agitação cultural, neste sábado ocorrerá o Projeto Zona Cultural, promovido pelo Instituto Arraial do Pavulagem. O evento começa às 18:30 na sede da SINDFISCO, ali na Castilho França, ao lado da Praça dos Estivadores, próximo àqueles lindos casarões. O evento contará com fotografia (foto varal de Luna Gorayeb), plástica (Igor Oliveira), poesia (Cláudio Cardoso, Apolo de Caratateua e Coletivo Multilinguagens), teatro (Josiane Nascimento e Queixinho) e, claro, muita música (Filho do Luar, Curimbó de Bolso e Pimentas Inflamáveis).


Pimentas Inflamáveis – A banda Pimentas Inflamáveis surgiu do curso de Licenciatura Plena em Música, com a intenção de misturar a música regional paraense, em particular a guitarrada, com influencias diversas; ritmos latino-americanos (como salsa, mambo e merengue), ritmos brasileiros nordestinos (baixo, frevo), além de reggae, zouke e lambada. O nome Pimenta Inflamável vem da música “Merengue Inflamável” da banda Cravo e Carbono. Em dezembro de 2010, o grupo foi agraciado pelo Prêmio de Cultura da Pró-Reitoria de Extensão da UFPA.

Uma banda experimental com potencial ainda indefinido devido a identidades musicais diferentes de seus membros, resultando em uma fusão de estilos. A mistura torna-se uma coisa tão original, que não se encontra em outro lugar no mundo, com muita lambada, baião, salsa, carimbó com pegada. Os efeitos fazem os ritmos se assemelharem ao rock. Cada instrumento dá a sua característica para a música para não se prender muito a um estilo.

Serviço:
Hora: a partir das 18:30
Local: Castilho França, 730, em frente a Praça dos Estivadores (Belém-Pará)
Mais informações: (91) 32614466

leia mais

images

Rock para os namorados

Mês de junho… Sabe como é, né? Dia 12 é o Dia dos Namorados, e você aí, sem ideia do que fazer pra sua pequena… Ela já deve estar enjoada das mesmas coisas de sempre e tudo mais… Então, que tal você fazer um CD com umas músicas bonitinhas pra ela? Mas tem que ser […]

The-Ramones1

Cinco músicas originais e suas versões

Músicas boas sempre marcam as vidas das pessoas. Porém, muitas delas ficaram conhecidas mais pelos regravações do que por suas versões originais. Sendo assim, decidi separar algumas dessas sereníssimas canções para que possamos, juntos compará-las com seus respectivos covers. Vamos lá?   1- I fought the law     Em sua versão de 1966, vemos Bobby […]

2c8baa627f6911e2934722000a9f3cae_6

O que ouvir em uma viagem? A trilha sonora perfeita para “o pé na estrada”

Qualquer viagem começa com o planejamento – Onde ir? Depois da resposta a esta primeira pergunta, começamos a pesquisar locais para conhecer, os mais famosos, os mais recomendados, os mais conhecidos, os mais difíceis, os pontos turísticos e como chegar em cada lugar. Roteiros. Viajar é principalmente praticar o desapego. É desligar-se totalmente das preocupações que […]

Comments

  1. Roberta Brandão says:

    O zona cultural é um ótimo programa pra todo tipo de gente, de tds as idades, que gosta da arte que está sendo produzida na terrinha. além disso é um espaço aberto pra quem queira contribuir! Vem!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: