Show do Iron Maiden em Belém

Por Daniel Leite.

(N. A.: Foi impossível fazer um texto jornalístico, então logo aviso: isso é o relato de um fã!!)

Quando anunciaram que o vôo chegaria dia 31, consegui acesso a pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Belém para assistir de perto. E lá de baixo, na hora que o Ed Force One tocou o solo, dava pra escutar os fãs gritando no terraço panorâmico pela banda: “MAIDEN!! MAIDEN!! MAIDEN!!”, e fiquei assistindo. A aeronave taxiou ao lado do último finger e deu a volta passando bem na minha frente – foi impossível não soltar um palavrão daqueles bem exclamativos, aquele ali foi o momento em que eu de fato percebi que eram eles, que o Iron Maiden acabava de aterrissar em Belém, aqui mesmo na minha terrinha.

Quando eles começaram a descer, conseguimos fazer umas fotos exclusivas do momento do desembarque que alimentaram meu post anterior neste site. Foram poucas mas valeram pelo “furo de reportagem”, como alguns colocaram. E ainda consegui algumas fotos minhas bem ao lado da aeronave.

No dia primeiro, o show do Iron Maiden era sobre o que mais comentava-se em Belém, e para lá rumei junto com velhos amigos de infância e de sons.

Apesar da falta de sinalização indicativa, as entradas estavam bem folgadas para o trânsito de pessoas (surreal foi ver vários rockeiros cabeludos enfileirados para encher o prato e a barriga no buffet do front stage hehe) e com sorte peguei um lugar bem de frente para o palco, a poucos metros de distância, de onde, armado com minha humilde câmera de 7 megapixels, fiz algumas fotos constantes neste post.

Sortido de clássicos, a “super-jukebox” parou de tocar pela primeira vez para o show de abertura da banda Stress. Os paraenses veteranos do heavy metal nacional fizeram bonito e mostraram que na Amazônia, desde os primórdios das distorções, já fazia-se rock pesado de qualidade. O Stress levantou o público com algumas de suas clássicas  composições, como “Flor Atômica”, “Coração de Metal” e, é claro, “Mate o Réu”, pra fechar em grande estilo sua apresentação.

A previsão para o início do Iron Maiden era às 21 horas, e de forma emocionante, a equipe de palco começava a demonstrar que a cortina cairia logo que a terminasse “Doctor, Doctor” dos britânicos da banda UFO, que soava forte nas torres de som. E assim foi…

O Iron Maiden surge no palco atacando logo de cara com a música tema da tour: “Satellite 15… The Final Frontier”. Pra mim era inacreditável, os caras que eu passei anos de minha vida escutando, adimirando as melodias e os solos de guitarra, estavam ali! Aqui em Belém! Senti-me um adolescente novamente, ali no meio daquele povo todo, pulando, cantando e ficando rouco.

Logo quando os vi desembarcando, comentei que o Bruce Dickinson já estava um senhor, o que não deixa de ser verdade no auge de seus 52 anos, mas é ainda impressionante sua performance no palco correndo e pulando, como sempre fomos acostumados a ver em clipes e DVDs, e o carisma que ele tem é também algo marcante. Bruce é um verdadeiro front man, levanta o público e comanda muito bem aquela banda em cima do stage.

Mais ou menos a cada 2 músicas trocava-se o fundo do palco por bandeiras que o ocupavam por inteiro, retratando geralmente as artes dos álbuns cujas canções eles estivessem tocando naquele momento.

Inicialmente tocaram músicas dos albuns mais recentes: Brave New World (2000), Dance of Death (2003), A Matter of Life and Death (2006) e, é claro, do The Final Frontier (2010). Entre umas e outras, eles soltavam aquelas pérolas estarrecedoras, e foi algo de outro mundo assistir ao vivo o Iron Maiden tocar “2 Minutes To Midnight” e “The Trooper”, com direito a Bruce Dickinson caracterizado e acenando a bandeira da Inglaterra.

Em pouco tempo, a impressão que eu tinha era que boa parte da vida que passei escutando Iron Maiden foi somente pra poder cantar “ôôô-ôô-ôô-ôô” do Fear of the Dark, ao vivo. Era incrível… Inenarrável. E assim desse jeito muita gente chorava cantando, completamente extasiados. Pra muitos dos que ali estavam foi a realização de um sonho, com toda certeza.

The Trooper

Sem dúvida um dos momentos mais marcantes da apresentação foi a subida do Eddie ao palco, enquanto toda  a gente cantava o refrão da música batizada com o nome da banda:

“Oh well, wherever, wherever you are,
Iron Maiden’s gonna get you, no matter how far.
See the blood flow watching it shed up above my head.
Iron Maiden wants you for dead!”


Após pouco mais de uma hora de show a banda retira-se do palco para um breve intervalo, e olhem a cara de felicidade dos irmãos que conseguiram pegar uma das baquetas do Nicko McBrain lançadas pra multidão.

Baqueta do Nicko McBrain

 

Quando retornaram ao palco foi logo com “The Number of the Beast” e durante o solo da música, Dave Murray engatou um sustein no meio de um bend que durou uns 20 segundos. Muito bom de se ver ao vivo aqueles três guitarristas, a concentração de Adrian Smith (que dos três era o que eu mais gostava) e o performático Janick Gers, que durante a execução das músicas parecia mero coadjuvante, mas quando era chegada a vez de seu solo, deixava todos de queixo caído com aqueles arpejos até então só vistos anteriormente pela TV.

Janick Gers

 

Para terminar da forma mais perfeita possível, eles mandaram “Hallowed Be Thy Name” e a voz do público era mais alta que os alto falantes naquela arena, cantando a introdução da música. E ao final deste clássico, o Iron Maiden despediu-se de Belém do Pará após 2 horas de show. Um show completamente emocionante.

O evento em si foi bem tranquilo, sem confusões para entrar nem empurra-empurra, o som estava perfeito, a banda Stress nos representou muito bem e o Iron Maiden com certeza não deixou a desejar. Espero que as espectativas dos produtores do evento tenham sido superadas e que tenham ficado tão satisfeitos quanto o público inteiro que compareceu para assistir ao show, vindo de vários lugares diferentes. Assim podemos torcer mais esperançosos para assistir outros grandes nomes do rock mundial em nossa terrinha – O Helloween virá para o Brasil ainda nesse semestre, seria sonhar muito?!?! Do lado de cá, continuaremos na torcida, com muita fé na Nazica!!

A todos que lerem essa matéria, pedimos que se tiverem fotos do show, postem links nos comentários desse post para podermos compartilhar com todos os fãs da banda Iron Maiden“I have a phobia that someone’s always there”

leia mais

images

Rock para os namorados

Mês de junho… Sabe como é, né? Dia 12 é o Dia dos Namorados, e você aí, sem ideia do que fazer pra sua pequena… Ela já deve estar enjoada das mesmas coisas de sempre e tudo mais… Então, que tal você fazer um CD com umas músicas bonitinhas pra ela? Mas tem que ser […]

The-Ramones1

Cinco músicas originais e suas versões

Músicas boas sempre marcam as vidas das pessoas. Porém, muitas delas ficaram conhecidas mais pelos regravações do que por suas versões originais. Sendo assim, decidi separar algumas dessas sereníssimas canções para que possamos, juntos compará-las com seus respectivos covers. Vamos lá?   1- I fought the law     Em sua versão de 1966, vemos Bobby […]

2c8baa627f6911e2934722000a9f3cae_6

O que ouvir em uma viagem? A trilha sonora perfeita para “o pé na estrada”

Qualquer viagem começa com o planejamento – Onde ir? Depois da resposta a esta primeira pergunta, começamos a pesquisar locais para conhecer, os mais famosos, os mais recomendados, os mais conhecidos, os mais difíceis, os pontos turísticos e como chegar em cada lugar. Roteiros. Viajar é principalmente praticar o desapego. É desligar-se totalmente das preocupações que […]

Comments

  1. Porra meu amigo fiquei emocionado aqui, lembrando do show com o seu relato. Tenho uma ressalva quanto à organização: logo após a abertura dos portões, quando mais havia gente, faltou pessoal, organização e segurança. Gente furando fila, um prato cheio pra ladrão de bolsos (que se fingiam de fãs, furavam a fila e depois vazavam). Os organizadores não entendiam porque as filas do frontstage e da pista estavam misturadas, e os seguranças ficaram escondidos na porta da pista. Foi um inferno.

  2. Que demais hein!!! Também fui ao show deles aqui em Brasília.
    Empolguei demais! Imagino como foi aí também.
    Você acredita que eu até tentei tirar foto do avião deles, mas …não consegui. kkk
    bjs

  3. Adonay (vulgo Marcus Paulo) says:

    Todas as vezes que eu ouvia: “SCREAAAMMM FOR ME , BELÉM” eu não conseguia acreditar, via gente chorando, gente olhando sem piscar, no “Fear of the Dark” inclusive eu, que já me imaginava antes do show cantando, não consegui cantar muito, fiquei tão emocionado, que não consegui…digo com toda certeza, em nenhum lugar do mundo esse show seria tão especial, eu fui, eu estava lá e até agora, e quem sabe pra sempre, não vou acreditar que eles estiveram aqui…”SCREAAAAMMM FOR ME BELÉM”…incrivel.

  4. ADRIANA RAMIREZ says:

    Valeu pelo seu post e realmente foi um dos maiores shows da minha vida. Agora Belém entra definitivamente para a rota de shows internacionais e com certeza teremos muita fé na nazica, para que tenhamos muito mais rock por aqui. Vc foi sortudo de ficar no front stage, porq eu nao consegui, mass fiquei no camarote e fui uma das 11 mil pessoas que chorou quando Bruce entrou no palco. Imperdivel, fantastico e radicalmente emocionante: assim lembraremos Iron Maiden em Belém.

    • osmano says:

      oi linda eu estava n o camarote foi emocionante iron maiden é incrivel
      somos sortudos e devemos levar o metal ate nossos primogenitos um abraço .

  5. Boatos na internet já contam que vem aí Deep Purple em outubro – Círio? Será mera coincidência? Fé na Nazica! Estamos torcendo por mais.

  6. Viajei 10 horas do Maranhão até Belem para prestigiar o maior espetáculo da minha vida. Poder estar presente nesse show foi algo incrivel e inesquecivel, foi bom relembrar com seu post, parabenss!

    Prestigiar o Iron foi simplesmente um sonho!

  7. Adonay (Vulgo Marcus Paulo) says:

    “Fear of the dark”…tentei filmar, foi dificil, tava muito emocionado, mas deu pra ter uma noção…abraço… \,,/

  8. minhas fotos ficaram tremidas, sem qualidade
    porém, há vídeos [apesar de o aúdio estar ruim…]

    iron maiden @ belém
    – palco minutos antes do show:

    – satellite 15… the final frontier http://youtu.be/Rx0dkOJ4oaQ
    – 2 minutes to midnight http://youtu.be/rMwRGBC8YIU
    – the talisman http://youtu.be/MGgtEncIdz0
    – dance of death http://youtu.be/PfAfgZKodTE
    – when the wild wind blows http://youtu.be/jnRKUuqGacA?a
    – fear of the dark http://youtu.be/qORw9CMWQmM

  9. Nilton Pinto says:

    Confesso que há 30 anos atrás conheci o som do Iron e de lá pra cá, nunca mais deixei de ouvir e me tornei fã incondicional deles. IronMaiden é uma família que ao longo das gerações tem conquistado legiões. Meu sonho se realizou em Belém. Minha história concerteza não é diferente das de muitos que em busca de vê-los de perto passaram por alguns desalinhos. Sai de Marabá, no sudeste do Pará na noite de quinta feira, 31 de maio as 22:40hs , com atraso de uma hora e meia, com previsão de chegada a Belém as 08 e meia por ai. Uma boa tribo metal no mesmo onibus vindo de Parauapebas, energia que não nos deixou abalar com os problemas apresentada pela empresa durante a viagem, que nos fez chegar em Belém após 23 horas de viagem. O primeiro onibus quebra após Jacunda as 2 da madrugada, nos fazendo permanecer 3 horas parado na solidão e escuridão. O segundo onibus teve seu pneu estourado após Tailandia forçando os fãs a optarem seguir viagem van. Quando entramos na capital ao passarmos frente o cidade folia, vimos a multidão que se aglomeravam, meu coração aumentou os batimentos, delirei de alegria juntamente com meus amigos, gritamos MAIDEN, MAIDEN, MAIDEN, nem acreditei, a cada momento a adrenalina aumentava. e quem disse que houve tempo de procurar hotel. Nos arrajamos no terminal rodoviário, de lá fomos para o cidade folia, eu nem havia comprado ingresso, sendo que tb nem havia mais pra vender. Mas, eu tinha que estar lá de qualquer forma, queria ve-los ao vivo. E ao chegar no local, pra minha surpresa fui agraciado qdo alguem chegou me oferecendo um ingresso por 100 reias, caracas, gritei, pulei e comprei de cara o bilhete, entramos e… dificil expressa aqui o que senti ali. Após a bertura com o Stree, a tensão de ver no palco os Maidens aumentava mais o batimento do meu coração. Qdo começou o som com o tema principal do show, pareceia que não sentia mais o chão, apesar de não ter conseguido um lugar mais próximo do palco e ter uma boas visibilidade deixei tudo a cargo da emoção. E assim foi, viajei no embalo da banda, relembrando meus momentos em casa ouvindo IRON MAIDEN, da época em que ouvia os no vinil. 2 minutes to midnight, the troper, iron maiden, the evil that men do, hallowed be thy name, putz, e todas as outras músicas. Jamais quero esquecer, guardei o canhoto do meu ingresso, será uma relíquia. Esqueci das dores, mais as lágrimas que deixei por ali valeram pelo tributo. Obrigado Iron Maiden, pra sempre na minha memória. Emfin, um sonho construido e realizado. Voltei para Marabá nop sábado pela manhã só o caial, mais feliz da vida. MAIDEN pra todos.

    • osmano says:

      irmao vc e todos os que curtem metal de verdade está super feliz por ver o maiden em belem coisa rara mais somos sortudos sou osmanosouza@hotmail.com………………………iron é o que ninguem nunca irá inventar sobre metal meus filhos meus netos saberao da existencia do maiden boa sorte abraços………..

    • Marcelo Lopes ( Papel ) says:

      Meu amigo,
      ficou feliz, ( nome do Durango95′ ) Aqui, é uma família, apesar da diferença de estilo e proposta de cada colaborador do site. Alegre de vê vocês por aqui, dividindo a experiência e encontro com essa grande banda.
      Queria até publicar alguma historias do show, curiosa ou não, mas de fã. Em breve, o Daniel Leite deve publicar video do show, caso vocês, tenham algo disponível na web ( digo youtube) mande o link para gente.
      Posso adiantar, o próximo show digamos de cobertura do Durango95′ será do Ozzy ( Daniel viaja em breve para São Paulo).
      O Durango95′ não é um blog de jornalistas, nem pretende ser, mas algo de apaixonados por músicas com vontade de dividir o pouco daquilo, que descobriram ao longo da vida.

      Grande abraço e divulguem nosso blog/site. Aquele de Belém, não percam nossas edições de festas em alguns bares da cidade.

    • david japones says:

      MAS VALEU TODO OS PERCAUSOS

  10. Rodrigo Barata says:

    Era isso que Belém precisava ter, shows deste porte e encher de orgulho os fãs de todas as idades, pois não sabemos quando veremos nossas bandas preferidas. Graças a deus eu presenciei em Belém o que jamais pensei em ver na minha vida o IRON MAIDEM, uma banda que escuto desde moleque ate os meus 30 anos atuais, queremos mais…mais e mais…

    SCORPIONS E IRON MAIDEM, E QUAL A OUTRA? QUEREMOS MAIS!

    • osmano says:

      verdade irmao estamos no topo o que mais vem por aí o mundo mostra que por aqui tem metal de verdade scorpions e maiden viram a vibraçao do norte do brasil estamos aqui esperando por todos vcs um abraço

  11. sandro maiden says:

    olá ! a matéria está ótima foi o melhor show do mundo principalmente pra eu que peguri a toca do bruce. vou postar imagens amanhã no meu email e tambem vou colocar no you tube abraço galera !

  12. Cristovão says:

    Gente foi realmente inacreditável,indescrtível o show do Maiden em Belém, moro na cidade de Barcarena e eu e mais 9 amigos fomos assistir o show em Belém e o engraçado é que quando eu assistia o DVD do Iron no Rock in Rio eu comentava com meu irmão ” Será que vamos morrer e não vamos ver esses caras ao vivo ” e derepente nos deparamos cara a cara com essa lenda viva do Heavy Metal aqui no ” quintal da minha casa hehe “, foi maravilhoso meus amigos eu nos emocianamos muito e se alguem se interessar eu filmei o show quase inteiro dos caras para ficar de recordação desde os Headbangers na fila para entrar até a entrada do Edie no palco.

  13. DênBlack says:

    Vou resumir o que eu passei pra ver esses caras: Acordei Cedo, Faltei ao trabalho, cheguei as 9 da manhã no cidade folia, peguei sol de meio dia, a chuva que veio depois, não almoçei (por um motivo idiota mas não almoçei), Corri quando invadiram o 1º portão, quase fui esmagado no show…mas quando começou…Eu me tornei um ser atemporal, por duas horas era só eu, meus amigos e o IRON MAIDEN. Todo o sacrificio valeu a pena no fim. E que venha o Depp Purple. 01/04/2011 dia inesquecível.

  14. pcmoura says:

    O show foi simplesmente D+, fiquei do lado de fora, sentindo a fibração do público. Fiquei apreensivo, preoculpado que algo de errado poderia acontecer, mais a galera se comportou numa boa. Valeu pessoal, dessa forma vamos ter outros shows internacionais, que tal Ozzy!!!!

  15. marcos faria says:

    Sera que agora os organizadores do evento já perceberam que aqui em Belém
    tem publico pra verdadeiros shows não essas merdas que mandam da Bahia chega! queremos mais rock.

  16. david japones says:

    QUANDO ME PERGUNTARAM O QUE FARIA EU NÃO IR AO SHOW DO IRON MAIDEN; EU RESPONDIA QUE SE EU MORRECE MESMO ASSIM EU ESTARIA EM ESPIRITO. TENHO 44 ANOS, CASADO A 25 QUANDO NAMORAVA A MINHA ESPOSA ELA ME DEU UM VINIL DO IRON MAIDEN THE NUMBER OF THE BEAST. JA CURTIA METAL NESSA EPOCA SEMPRE ESTAVA PELO CAN COM UM AMIGO O GLEBER METALEIRO DOS DOIDO IRMÃO DO BALA. E NO MEIO DAQUELA EUFORIA LEMBREI DA MINHA ESPOSA DEDICO AQUELE MOMENTO A ELA;

  17. Marcelo Lopes ( Papel ) says:

    O blog foi a unica cobertura do show em Belém. O jornal ligado a produtora do evento, apenas noticiou sem grande importância e agente teve acesso foto, videos, antes e o show. Valeu apena. E ganhei o ingresso uma hora antes do show começar. Valeu galera. O Durango95′ é isso, nasceu da proposta de amigos de divulgar, fazer uma festa e comentar aquilo que gostamos: Rock. Quem quiser colaborar e entrar contato com agente por email:
    mmonteirolopes@gmail.com

    Grande abraço.

  18. Marcelo Lopes ( Papel ) says:

    Queria vê motörhead em Belém.

  19. DAVID.JAPONES says:

    NO DIA DO MEU ENTERRO QUERO FUNDO MUSICAL METAL E A BANDEIRA DO MAIDEN SOBRE O MEU CAIXÃO

  20. david japones says:

    caralho hoje escultei metalica meu vizinho veio reclamar, mas quando ele coloca aquela merda de melody eu não reclamo so que eu comprei uma caixa amplificada ele se fudeu

  21. david japones says:

    maiden

  22. nesse fato histórico claro que um texto jornalistico somente pra quem nao curte my friend mas ter um fã que conseguiu descrever em suas palavras o sentimento de todos! enfim foi um momento fod@stico na minha vida! tenho videos galera tbem estava pertinho do palco afinal não podia ve-los de longe jamais! é so acessar o meu canal no you tube e fiquem a vontade http://www.youtube.com/wellenavila UP THE IRONS!

  23. Anônimo says:

    amei o show eu sou aqui de belem e tinha 16 anos na epoca, cara foi o melhor dia da minha vida fiquei na fron stage bem na grade e ainda peguei 2 palhetas de guitarra uma do adrian e outra do dave.

    FOI PERFEITO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Trackbacks

  1. […] 1º de abril, Iron Maiden em Belém! Por Marcelo Papel. CLIQUE AQUI para ler a cobertura completa do show! […]

  2. […] CLIQUE AQUI para ler a cobertura completa do show! […]

  3. […] – Uma recordação para os fãs e registro deste grande show em Belém.     CLIQUE AQUI para ler a cobertura completa do show -Durango95′!   Imagens do show do Iron Maiden no Parque de Exposições, Belém, Pará, Brasil 01/APRIL/2011 […]

  4. […] uma banda quarentona, mas continua inspirando seus fãs. Não apenas com seus shows eletrizantes (resenha Durango95′ sobre o show em Belém), mas também com sua temática […]

  5. […] CLIQUE AQUI para ler a cobertura completa do show! […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: