Os Filmes de Rock n’ Roll

A nova edição da revista inglesa Artocker tem como matéria principal os melhores filmes de rock and roll de todos os tempos. Como referência foi usado o livro de Garry Mulholland chamado “Popcorn: 50 Years of Rock ‘n’Roll Movies”. O autor tem opiniões bem conflitantes quanto a certos filmes de rock and roll. Uma de suas melhores citações  é uma sobre os filmes dos Beatles. “ Acho que sou um dos únicos fãs dos Beatles que gosta mais do filme “Help!” do que do clássico “A Hard Days Night””, disse. Para muitos “Help” não passa de um pastelão que inspirou as palhaçadas das séries dos Monkees e até no Brasil serviu de referencias para filmes de Roberto Carlos como “Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa”  e “Roberto Carlos em Ritmo de Aventura”. Indiferente a tudo isso “Help!” é um clássico dos filmes de rock and roll, jamais um fã dos Beatles como eu vai concordar com a opinião dos críticos. Para falar a verdade tenho esse filme dos Beatles em todos os formatos e edições imagináveis.

Numa pincelada geral, os filmes de rock and roll começam na década de 50 com “Blackboard Jungle” que trazia na trilha “Rock Around The Clock” de Bill Halley e seus Cometas. Isso foi em 1955 e um ano depois quando o filme chegou ao Brasil, segundo declaração do grande Tom Zé, que descreve o momento que assistiu o filme em Irará, sua cidade natal: “parecia que o mundo ia acabar naquele momento, tal o choque que o filme causava nas pessoas, sem contar o frenesi gerado nos cinemas. As pessoas subiam nas cadeiras, entravam em transe e literalmente   destruíam  as salas de exibição. Esse foi o primeiro impacto gerado pelos filmes de rock and roll.

Em 1956, motivados pelo sucesso de “Blackboard Jungle” vieram “Rock Around The Clock” , “Don’t Knock The Rock”, “Rock,Rock Rock” e “The Girl Can’t Help It”. Depois disso, Colonel Tom Parker, o famoso empresário de Elvis Presley, sacou que seu garoto fotogênico poderia faturar nos filmes também e lançou em 1956 o filme “Love Me Tender”, um western seguido pelo clássico e possivelmente seu melhor filme “Jailhouse Rock” de 1957. Segue uma lista de alguns dos principais filmes estrelados por Elvis Presley:

LOVING YOU – 1957

KING CREOLE – 1958

GI BLUES – 1960

FLAMING STAR – 1960

WILD IN THE COUNTRY – 1961

BLUE HAWAII – 1961

KID GALAHAD – 1962

VIVA LAS VEGAS – 1964

Antes dos Beatles entrarem com seus filmes, na década de 60, o cantor inglês Cliff Richard  estrelou “The Young Ones” em 1961, “It’s Trad Dad” (1962) e Summer Holiday (1963). Seguindo a linha de pensamento de Colonel Parker, o braço direto de Elvis, o empresário inglês Brian Epstein logo conseguiu um filme para divulgar seus garotos de Liverpool, então os Beatles lançaram “A Hard  Days Night” em 1964. Esse é um verdadeiro clássico onde o diretor Dick Lester conseguiu capturar o espírito daquele momento musical e melhor ainda com uma criativa fotografia em preto e branco.

Nessa trilha dos Beatles, outras bandas da chamada invasão britânica como Dave Clark Five também entraram na onda dos filmes em “Catch Us If You Can” de 1965.  Contrastando com o pastelão de “Help!” (1965), no ano seguinte  o cineasta Michelangelo Antonioni dirigiu “Blow Up”, e começava a era dos filmes arte no rock and roll. Em “Blow Up” aparecem Jeff Beck e Jimmy Page na swinging London e se apresentando juntos numa boate dividindo seus solos de guitarra.

Os Beatles então partiram para animação com “Yellow Submarine” em 1968  e em 1970 o adeus em “Let It Be”, que mostra os bastidores  das gravações desse disco. Ainda na série filme arte o cineasta Nick Roeg juntou-se  a Mick Jagger em 1968  e fizeram “Performance” lançado sómente em 1970, não necessariamente um grande filme de rock and roll, mas um filme espetacular em seu gênero. Um  filme americano desse período é “Don’t Look Back”, um filme documentário de Bob Dylan. Hollywood também despertou na década de 60 para esse novo mercado de filmes e lançaram o primeiro grande clássico “Easy Rider”, em 1969, a aventura de dois motoqueiros por uma América tomada pelos hippies e pelas drogas alucinógenas. A trilha sonora ficou pra sempre na história do rock com Steppenwolf, Jimi Hendrix e Byrds.

Outras criações de Hollywood incluem “Woodstock” (1969), “Zabriske Point (1970) e “Beyond The Valley Of The Dolls” (1971) esse último do cultuado cineasta Russ Meyer. A década de 70 veio com o trágico e ao mesmo tempo o fim do sonho hippie em “Gimme Shelter”, dos Rolling Stones, e  para completar o fim desse  sonho os Beatles lançam “Let It Be”. A nostalgia também fez parte da década de 70 e dois dos filmes mais importantes dessa época são “That’ll Be the Day”, de 1972, e “American Grafitti”, de 1973.

Daí vieram os chamados “glam-movies” da geração do glam rock dos setenta como “Slade in Flame” de 1975, ”Born To Boogie” de T. Rex  e dirigido pelo ex-Beatle Ringo Star, além de “Remember me This Way” (1974) do astro Gary Glitter. O único grande filme de reggae já reliazado foi “The Harder They Come”, de 1972, e no mesmo ano os Rolling Stones filmaram “Cocksucker Blues”, que nunca foi lançado, mas você pode assisti-lo no YouTube. Dentre os top movies da década de 70 ainda encontramos “Tommy” do The Who e dirigido por Ken Russell. Na mesma época, David  Bowie estreava no cimema com “The Man Who Fell to Earth” (1976) e o cineata Derek Jarman, em 1977, retratava a decadência do império britânico e o sub-mundo do punk em “Jubilee”. Mais tarde, o Who brilhava novamente nos cinemas com “Quadrophenia”, outra ópera-rock tão importante  quanto Tommy. No elenco destaque para então jovem Sting do Police.

A década de 80 começa com o filme sobre os Sex Pistols “The Grat Rock And Roll Swindle”, que tem até cenas gravadas no Brasil, na praia de Copacabana, com Ronald Biggs. Os grande sucessos de Hollywood  ficaram para “The Blues Brothers” e “Grease”, mas ainda tivemos “The Wall”, “Stop Making Senese” do Talking Heads, também conhecido como filme do paletó das  largas ombreiras usado pelo vocalista David Byrne. Prince brilhou no cinema com seu “Purple Rain” e o diretor Alex Cox dirigiu a trágica história do casal punk “Sid and Nancy”.

O anos 90 chegaram com super produções sobre o rock and roll como “The Doors” (1991), “The Commitments”(1991), “Wayne’s World (1992), “Backbeat” (1993), “That Thing You Do” e até mesmo na música pop com “In Bed With Madonna”. No final da década, “Velvet Goldmine”(1998) se inspirava em Bowie e Lou Reed. Por falar em Bowie, sua atuação no cinema merece destaque em clássicos como “Christiane F”,”Ziggy Stardust And The Spiders From Mars”, “The Hunger”, “Merry Christmas Mr Lawrence”, “Labyrinth”, “Absolute Beginners” e “Basquiat”.

Esta década também tem seus destaques, como “Almost Famous” (2000), “24 Hour Party People(2001)”, “School of Rock” (2003), “Ray” (2004) “DIG” (2004), “Walk The Line” (2005), “Control” (2006), “Anvil- The Story of Anvyl” (2008) e “The Runnaways” (2010).

Segue abaixo a lista dois 50 melhores filmes de rock and roll eleitos pela revista Artrocker.

1-THIS IS SPINAL TAP (o filme mais bem-humorado sobre uma banda de heavy metal)

2-A HARD DAYS NIGHT (The Beatles)

3-PERFORMANCE (Mick Jagger)

4-AMERICAN GRAFFITI (a trilha sonora é espetacular)

5-DON’T LOOK BACK (Bob Dylan)

6-BEYOND THE VALLEY OF THE DOLLS

7-ROCK AND ROLL HIGH SCHOOL (Ramones)

8-EXPRESSO BONGO

9- GIMME SHELTER (Rolling Stones)

10-24 HOUR PARTY PEOPLE

11-STARDUST

12-THE GIRL CAN´T HELP IT

13-JUBILEE

14-STOP MAKING SENSE (Talking Heads)

15-PURPLE RAIN (Pince)

16-THE DOORS

17-DIG

18-ANVIL-THE STORY OF ANVIL (a melhor história de uma banda de heavy metal)

19-EASY RIDER

20-THE GREAT ROCK AND ROLL SWINDLE – (Sex Pistols)

21-THAT´LL BE THE DAY

22-THE HARDER THEY COME

23-QUADROPHENIA

24-THE RUTLES – ALL YOU NEED IS CASH

25-WOODSTOCK

26-CATCH US IF YOU CAN

27-URGH! (documento de um dos mais importantes festivais da era punk/ new wave)

28-BLOWUP

29-WAYNE’S WORLD

30-COCKSUCKER BLUES (Rolling Stones)

31-SPICEWORLD – THE MOVIE

32-VELVET GOLDMINE

33-PULP FICTION (vale pela trilha Sonora)

34-SLADE IN FLAME

35-RAY (Ray Charles)

36-BLACKBOARD JUNGLE

37-LET IT BE (Beatles)

38-YELLOW SUBMARINE (Beatles)

39-THE BUDDY HOLLY STORY

40-AMERICAN WEREWOLF IN LONDON (também pela trilha Sonora)

41-CLOSER

42-TRAINSPOTTING (mais uma trilha sonora matadora)

43- THE RUNAWAYS

44-OIL CITY CONFIDENTIAL (Dr.Feelgood)

45-LABYRINTH – (David Bowie)

46-MC5 – A TRUE TESTIMONIAL

47-200 MOTELS (Frank Zappa)

48-HELP (Beatles)

49-BUFFALO 66

50-THE WALL (Pink Floyd)

Retirado da coluna do Kid Vinil.

leia mais

images

Rock para os namorados

Mês de junho… Sabe como é, né? Dia 12 é o Dia dos Namorados, e você aí, sem ideia do que fazer pra sua pequena… Ela já deve estar enjoada das mesmas coisas de sempre e tudo mais… Então, que tal você fazer um CD com umas músicas bonitinhas pra ela? Mas tem que ser […]

The-Ramones1

Cinco músicas originais e suas versões

Músicas boas sempre marcam as vidas das pessoas. Porém, muitas delas ficaram conhecidas mais pelos regravações do que por suas versões originais. Sendo assim, decidi separar algumas dessas sereníssimas canções para que possamos, juntos compará-las com seus respectivos covers. Vamos lá?   1- I fought the law     Em sua versão de 1966, vemos Bobby […]

2c8baa627f6911e2934722000a9f3cae_6

O que ouvir em uma viagem? A trilha sonora perfeita para “o pé na estrada”

Qualquer viagem começa com o planejamento – Onde ir? Depois da resposta a esta primeira pergunta, começamos a pesquisar locais para conhecer, os mais famosos, os mais recomendados, os mais conhecidos, os mais difíceis, os pontos turísticos e como chegar em cada lugar. Roteiros. Viajar é principalmente praticar o desapego. É desligar-se totalmente das preocupações que […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: