Musica Diablo, saca?

Por Daniel Leite.

Lembro de anos atrás num comum domingo na Praça da República pra mais um dia da velha rotina dos domingos daquela época quando a internet começava a ser Napsterizada. Ainda assim era bem difícil de encontrar alguns discos e junto com alguns primos e amigos montávamos a “lista impossível” com os álbuns fatalmente complicados de se encontrar em Belém, aonde figuravam Don’t Break the Oath do Mercyful Fate com sua “linda” arte de capa e outros demais figurões do trash metal.

Nessas idas e vindas, trocas e compras, buscas e achados na Banca do Max lá na Praça, deparei-me com um disco chamado “The Politics of Ecstasy” do Nevermore, de 1996, e a única referência que tive foi a frase do vendedor: “Trashão, cara.”, e bastou pra me convencer. Comprei e gostei tanto que passou a figurar entre os discos meus favoritos de heavy metal (recomendo). Tempos depois comecei a pesquisar a respeito da banda e descobri que é formada por músicos de grandes bandas da história do rock pesado como o Sanctuary e o Testament e um dos primeiros guitarristas (Chris Broderick) juntou-se em 2008 ao Megadeth.

Muitas das bandas surgiram assim, juntando músicos experientes e rodados à novas ideias que quando concatenadas, geralmente, criam grupos  de sucesso. Nesse contexto surge o Musica Diablo: Derrick Green/vocal (Sepultura), André NM/guitarra (Nitrominds), André Curcis (Threat, ex-Korzus), Ricardo Brigas/baixo (Siegrid Ingrid) e Edu Nicolini/bateria (Nitrominds), como eles mesmos definem-se, a banda é mix de hardcore com heavy metal, mais para thrash metal do que pro hardcore.

Repleto de elogios, o álbum de lançamento da banda completa seu 1º ano em maio de 2011 e começa a despontar no cenário mundial em meio a velocidade de seus riffs e bateria. Não tem como não comparar, lembra muito o Metallica dos anos 80. Saudosos ou não, vale conferir ao menos o MySpace da banda – eu gostei bastante.

leia mais

images

Rock para os namorados

Mês de junho… Sabe como é, né? Dia 12 é o Dia dos Namorados, e você aí, sem ideia do que fazer pra sua pequena… Ela já deve estar enjoada das mesmas coisas de sempre e tudo mais… Então, que tal você fazer um CD com umas músicas bonitinhas pra ela? Mas tem que ser […]

The-Ramones1

Cinco músicas originais e suas versões

Músicas boas sempre marcam as vidas das pessoas. Porém, muitas delas ficaram conhecidas mais pelos regravações do que por suas versões originais. Sendo assim, decidi separar algumas dessas sereníssimas canções para que possamos, juntos compará-las com seus respectivos covers. Vamos lá?   1- I fought the law     Em sua versão de 1966, vemos Bobby […]

2c8baa627f6911e2934722000a9f3cae_6

O que ouvir em uma viagem? A trilha sonora perfeita para “o pé na estrada”

Qualquer viagem começa com o planejamento – Onde ir? Depois da resposta a esta primeira pergunta, começamos a pesquisar locais para conhecer, os mais famosos, os mais recomendados, os mais conhecidos, os mais difíceis, os pontos turísticos e como chegar em cada lugar. Roteiros. Viajar é principalmente praticar o desapego. É desligar-se totalmente das preocupações que […]

Trackbacks

  1. […] (Centúrias, Baranga) tocou com a gente uns 10 meses em 1986 e em 2006 o André Curci (Threat , Musica Diablo) também segurou uns seis meses de […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: